Pular para o conteúdo principal

Clube Social Granjense




Desenho do antigo Clube Social Granjense, atual CVT Dr Juarez. O desenho feito a partir de uma foto.

O antigo clube era espaço dos bailes da sociedade granjense, que se orgulhava de permitir apenas pessoas vestidas socialmente "corretas", proibindo a entrada de pessoas que não estivessem vestidas como mandava o figurino. 

Sua demolição/reforma aconteceu por intrigas partidárias entre as lideranças políticas locais. E nessa briga quem perdeu foi o patrimônio da cidade.

autor: Lira Dutra
Ano: 2008
Tecnica: caneta esferográfica sobre papel

Comentários

  1. De início, parabenizo vc pela iniciativa deste blog, mas vc foi infeliz em seus comentários a respeito do Grêmio Social Granjense, quando fala em certas intrigas ocorridas por barrarem a entrada de pessoas q não estivessem bem vestidas. O clube era uma propriedade PARTICULAR e seus donos eram os sócios que contribuíam mensalmente para seu funcionamento. Quando na ocasião de festas e bailes que ali existiam, a entrada era permitida APENAS aos sócios e seus convidados, e quem chegasse que não fosse um dos dois, certamente era barrado, tanto q nessas determinadas festas nem bilheteria tinha, por isso, criou-se essa lenda que vc erroneamente comentou, talvez pq seja muito novo e não viveu a época, ou então pegou uma informação errada com alguém.
    Como já mencionado, aquele clube, assim como é nossa residência, era uma propriedade privada e sua entrada era apenas permitida aos seus donos e convidados. Poucas vezes era aberto ao público em geral, onde neste caso sim era permitida a entrada de toda sociedade em geral, para isso era preciso que os sócios em reunião, concordassem em abri-lo a todos, onde a única coisa q era exigida de seus freqüentadores era que trajassem roupas condizentes com o local, como por exemplo, homens somente com calças e não de bermuda e isso não é coisa muito estranha, pois ainda hj na cidade de Coreaú, onde existe um clube social semelhante ao Grêmio de Granja qualquer festa q tenha nele não é permitida a entrada de homens de bermuda, então não podemos nos assustar com isso.
    Outra coisa, ele não foi demolido, e sim foram feitas pequenas mudanças internas, sua estrutura continua a mesma, apenas com umas paredes a mais.
    Mas uma coisa que vc comentou foi certa isso só ocorreu por brigas político-partidárias de alguns caciques de Granja.
    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  2. Companheiro, é de muito valia seu testemunho a respeito do antigo Clube Social Granjense, pois entre quem viveu fato e quem apenas estuda é de grande contribuição seu comentário. Muito obrigado!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Solte o verbo, deixe seu comentário.
Obrigado!

Postagens mais visitadas deste blog

Artigo sobre história do nosso Ceará

Leia o artigo do prof. Francisco Pinheiro, Secretário de Cultura do Ceará.
De Siará a Ceará
O Dia do Ceará, comemorado hoje celebra a autonomia política e econômica em relação a Pernambuco. Isto não significou um processo revolucionário de ruptura política, todavia representa um momento importante para a então capitania, pois a partir desse momento o Ceará pôde realizar comércio direto com a metrópole (Portugal) e tornou-se administrativamente independente, livre da ingerência de Pernambuco.
O Decreto régio de 13 de junho de 1621 dividiu a colônia portuguesa em dois estados: estado do Maranhão e Grão-Pará e estado do Brasil. O Ceará tornou-se subordinado ao primeiro, e em 1656 o Ceará ficou subordinado a Pernambuco. Apenas em 17 de janeiro de 1799, através de uma carta régia, a coroa portuguesa tornou a capitania do Siará (bem como a Paraíba) independente de Pernambuco, podendo comercializar com a metrópole. Apesar dessa determinação não romper com as regras do pacto colonial – onde exis…

A conquista de um sonho

Não poderia ter chegado sem a parceria do amigo Pedro Magalhães.

DICA: Jovens Falcões, livro de Eduardo Lyra

Recebi, hoje, na hora do almoço o livro Jovens Falcões, de Eduardo Lyra. É um nutritivo prato para as realizações dos sonhos, com histórias inspiradoras do empreendedorismo dos jovens brasileiros.

Está servid@!