Pular para o conteúdo principal

VAIA, QUE É DE LARANJA!

Nunca na História da Granja um gestor municipal foi vaiado perante seus visitantes em praça pública. Nem em campanha eleitoral, onde o ato de vaiar é comum. Isso até ontem! Na noite de 17 de maio de 2008, na praça Cel. Luiz Felipe. O prefeito da cidade de Granja foi vaiado na solene ocasião de assinatura de ordem de serviços pelo Governador Cid Ferreira Gomes. Antes, no pronunciamento da secretaria Fátima Catuda, que ao pronunciar o nome do prefeito, ouviu-se algumas vaias. Quando o gestor municipal pegou o microfone para proferir algumas palavras de agradecimento ao convênio assinado como o Estado. A população soltou o verbo. Ou melhor tome vaia. Colocando o vaiado numa saia susta. As vaias, embora tímidas e dissonantes, se misturam a algumas palmas também desarmônicas. Isso sem falar dos cartazes erguidos na frente do Governado por alguns jovens que protestavam contra a oligarquia local e as condições sociais da cidade. Mesmo assim o prefeito foi firme, encerrou seu breve discurso, sem fugir das vaias.


É costumeiro o time que está perdendo ser vaiado em... clique aqui e leia MAIS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigo sobre história do nosso Ceará

Leia o artigo do prof. Francisco Pinheiro, Secretário de Cultura do Ceará.
De Siará a Ceará
O Dia do Ceará, comemorado hoje celebra a autonomia política e econômica em relação a Pernambuco. Isto não significou um processo revolucionário de ruptura política, todavia representa um momento importante para a então capitania, pois a partir desse momento o Ceará pôde realizar comércio direto com a metrópole (Portugal) e tornou-se administrativamente independente, livre da ingerência de Pernambuco.
O Decreto régio de 13 de junho de 1621 dividiu a colônia portuguesa em dois estados: estado do Maranhão e Grão-Pará e estado do Brasil. O Ceará tornou-se subordinado ao primeiro, e em 1656 o Ceará ficou subordinado a Pernambuco. Apenas em 17 de janeiro de 1799, através de uma carta régia, a coroa portuguesa tornou a capitania do Siará (bem como a Paraíba) independente de Pernambuco, podendo comercializar com a metrópole. Apesar dessa determinação não romper com as regras do pacto colonial – onde exis…

Maravilhosa aula de campo com eles e elas!

Ontem (20), realizei, junto ao professor Inácio Araújo, aula de campo com alunos do 9º ano da Escola Ensino Fundamental Dr. José Glauberton, projeto Geografando Granja.
Durante a aula os alunos puderam conhecer a Ponte de 20 metro na antiga ferrovia, a formação rochosa denominada Pedra da Baleia, área de salgado e maré, além de perceber o processo de ocupação do solo e a degradação ambiental ao longo das margens do rio Coreaú. Uma vivência maravilhosa com muita alegria, aprendizado e descontração que ficará na História de cada um. A Geografia nos permite conhecer nosso chão.

A conquista de um sonho

Não poderia ter chegado sem a parceria do amigo Pedro Magalhães.