Pular para o conteúdo principal

Lívio Barreto no Dia Internacional do Livro

Lívio Barreto

Estou muito, muito feliz com a noticia de que a Secult (Secretária da Cultura do Estado do Ceará) vai lançar o livro Dolentes de Lívio Barreto, poeta granjense que é uns dos principais poetas da literatura cearense. Leia abaixo a noticia publicada no site da Secult.

*Secult lança “Dolentes”, livro póstumo de Lívio Barreto, no Dia Internacional do Livro

O poeta Lívio Barreto, se vivo fosse, teria completado 139 anos em 18 de fevereiro de 2009. Com o pseudônimo de Lucas Bizarro, foi um dos fundadores da Padaria Espiritual, irreverente grêmio literário cearense. “Dolentes”, seu livro póstumo é o maior representante cearense do Simbolismo, movimento artístico de ruptura ao Realismo, cuja vertente poética foi denominada Parnasianismo. O Simbolismo, assim, redescobre a subjetividade, o sentimento, a imaginação e a espiritualidade.

Em justiça à memória do poeta que faleceu aos 25 anos, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará publica Dolentes, único livro de Lívio Barreto, e faz o lançamento no dia 23 de abril de 2009, às 19h, na Casa de José de Alencar, dentro das comemorações do Dia Internacional do Livro. Com apresentação do professor Pedro Paulo Montenegro (membro da Academia Cearense de Letras, cadeira nº 24, cujo patrono é o poeta Lívio Barreto), o livro é o segundo título da Série Luz do Ceará, que se dedica à recuperação e difusão de livros de autores cearenses com expressiva importância para a cultura.

Segundo o professor Sânzio de Azevedo, o livro é “um dos mais importantes de quantos publicou a Biblioteca da Padaria Espiritual, e sem dúvida o livro máximo do Simbolismo cearense... mesmo encontrando produções românticas ou com borrifadas de notas parnasianas”.

Serviço:
Lançamento do livro “Dolentes”, de Lívio Barreto
Data: 23 de abril de 2009 (Dia Internacional do Livro)
Horário: 19 horas
Local: Casa de José de Alencar (Av. Washington Soares, 6055 – Messejana)
Informações: 3101-- 6784 (SECULT) e 3276.2379 (Casa José de Alencar)
*fonte: www.secult.ce.gov.br

Comentários

  1. seria muito bom que outros escritores de nossa terra , agranja , fossem também publicados pela secretaria de cultura do ce. PEDRO MAGALHÃES, bevilaqua e outros merecem isto.

    ResponderExcluir
  2. É PRECISO QUE O PODER PUBLICO MUNICIPAL PASSE A APOIAR O TRABALHO DOS TRABALHADORES DA CULTURA NO MUNICIPIO. artistas e intelectuais devem ter um minimo para sobreviver.

    ResponderExcluir
  3. NÓS, os moradores da Granja,gostariamos de saber o que nosso prefeito está fazendo pelos trabalhadores da cultura de nosso municipio. SERÁ que é possivel este blog fazer uma entrevista com o prefeito para que ele fale sobre o asssunto ?

    ResponderExcluir
  4. Até agora a secretaria de cultura, não apresentou plano de trabalho.

    O que preocupa artistas, promotores e agentes cultarais

    Estou junto com amigos formando um associação para iniciarmos ações culturais

    ResponderExcluir
  5. O MARIDO QUE SE DISTRAI NA RUA CHEGA MAIS DÓCIL EM CASA.

    ResponderExcluir
  6. o homem sem consciencia pesada não é feliz no casamento.

    ResponderExcluir
  7. Acabei de ler a revista LE MONDE DIPLOMATIQUE, DE OUT. 2OO9-EDIÇÃO EM LINGUA PORTUGUESA.Valeu a pena- É UMA PUBLICAÇÃO SENSACIONAL.aborda assuntos politicos e economicos da forma mais honesta possivel.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Solte o verbo, deixe seu comentário.
Obrigado!

Postagens mais visitadas deste blog

Artigo sobre história do nosso Ceará

Leia o artigo do prof. Francisco Pinheiro, Secretário de Cultura do Ceará.
De Siará a Ceará
O Dia do Ceará, comemorado hoje celebra a autonomia política e econômica em relação a Pernambuco. Isto não significou um processo revolucionário de ruptura política, todavia representa um momento importante para a então capitania, pois a partir desse momento o Ceará pôde realizar comércio direto com a metrópole (Portugal) e tornou-se administrativamente independente, livre da ingerência de Pernambuco.
O Decreto régio de 13 de junho de 1621 dividiu a colônia portuguesa em dois estados: estado do Maranhão e Grão-Pará e estado do Brasil. O Ceará tornou-se subordinado ao primeiro, e em 1656 o Ceará ficou subordinado a Pernambuco. Apenas em 17 de janeiro de 1799, através de uma carta régia, a coroa portuguesa tornou a capitania do Siará (bem como a Paraíba) independente de Pernambuco, podendo comercializar com a metrópole. Apesar dessa determinação não romper com as regras do pacto colonial – onde exis…

A conquista de um sonho

Não poderia ter chegado sem a parceria do amigo Pedro Magalhães.

Origem do carnaval e as escolas de samba

históriafonte: www.suapesquisa.com/carnaval

O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior a quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval.

O entrudo chegou ao Brasil por volta do século XVII e foi influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como Itália e França, o carnaval ocorria em formas de desfiles urbanos, onde os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. Personagens como a colombina, o pierrô e o Rei Momo também foram incorporados ao carnaval brasileiro, embora sejam de origem européia

A primeira escola de samba surgiu no Rio de Janeiro e chamava-se Deixa Falar. Foi criada pelo sambista carioca chamado Ismael Silva. Anos mais tarde a Deixa Falar transformou-se na escola de samba Es…