Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2008

As vaias e as reivindicações dos jovens

Nas esquinas históricas da Granja, muita gente tem mostrado preocupação e indignação pelo evento das VAIAS. Essas pessoas buscam, moralmente, julgar como ato crime a expressão popular. Isso é triste, pois nega o direto do granjense a exercer sua cidadania através da manifestar pública. Todos nós precisamos alimentar o corpo e espírito, mas ninguém é obrigado a engolir sapos e migalhas de pão que cai da mesa farta dos inescrupulosos, que pousam como donos da nação. O povo não tem dono. Nós não podemos nos deixar guiar por pessoas ou grupos de pessoas que usam a honestidade e o trabalho da nossa gente com cartões de créditos.
"O granjense é criador, agricultor, laborioso e especialmente artista. Não se encontra no povo um homem que não tenha um pequeno oficio; o que não é marceneiro, que é arte principal que caracteriza a industria do povo, é ferreiro, pedreiro, sapateiro ou ourives; cada qual tem em fim o seu oficio", escrever sobre nós o padre Vicente Martins, em 1912…
VAIA, QUE É DELARANJA!Nunca na História da Granja um gestor municipal foi vaiado perante seus visitantes em praça pública. Nem em campanha eleitoral, onde o ato de vaiar é comum. Isso até ontem! Na noite de 17 de maio de 2008, na praça Cel. Luiz Felipe. O prefeito da cidade de Granja foi vaiado na solene ocasião de assinatura de ordem de serviços pelo Governador Cid Ferreira Gomes. Antes, no pronunciamento da secretaria Fátima Catuda, que ao pronunciar o nome do prefeito, ouviu-se algumas vaias. Quando o gestor municipal pegou o microfone para proferir algumas palavras de agradecimento ao convênio assinado como o Estado. A população soltou o verbo. Ou melhor tome vaia. Colocando o vaiado numa saia susta. As vaias, embora tímidas e dissonantes, se misturam a algumas palmas também desarmônicas. Isso sem falar dos cartazes erguidos na frente do Governado por alguns jovens que protestavam contra a oligarquia local e as condições sociais da cidade. Mesmo assim o prefeito foi firme, encerro…

A influencia de Rubens no meu amigo pintor

Ontem, fui ao Camocim objetivando entregar meu projeto de Pesquisa à minha orientadora. Por sorte a data foi prolongada. Sorte! Pois não havia revisado o projeto. Então da escola Georgina em direção aos loja no centro comercial para matar o tempo. Logo encontro o amigo Eliezer, pintor granjense residente naquela cidade desde o inicio de 2008. Cumprimentos feitos. Iniciamos um papo sobre pinturas e mercado local. Ele mim convidou para visitar sua residência e ver um quadro em fase de conclução para uma exposição no dia 22 de desse mês. Pulei na garupa da sua bicicleta vermelha e ele pedalou um bocado. Já está ficando de bunda duia quando Eliezer diz: É aqui! Era uma casa de calçada alta, pintura seminova, piso de cimento liso e um pouco emprensada entre as outras casas. Porém mil vezes melhor onde mora antes.

Eliezer foi lá dentro e trouxe o quadro que mim falara antes. Daí seguiu um longo dedo de prosa sobre luz, sombra, paleta, matiz, anatomia, pontos de fuga, sempre com os…

Mijada nos olhos

O granjense não está enxergando direito ultimamente. Não piada! E nem estou falando da capacidade de uma visão crítica sobre as condições da cidade, que está cheia de buracos. É que Granja está sofrendo uma epidemia de conjuntivite. Para onde você se vira barra com alguém chorando! Nunca os camelos faturaram tanto com a venda óculos escuros. Isso sem falar na venda de lenços. Os conjutiviteiros mais afortunados compram lenços, uns usam fraldas de bebê, para outros um pedaço de mulambo quebra o galho que é uma beleza.

Segundo boatos, o estoque de soro fisiológico do hospital estava comprometido, o quão a procura para a higienização dos infectados pela doença. Professores, alunos, comerciante, bolsistas do Fome Zero, não escapa ninguém. Tem pessoas que estão apelando para a medicina popular e lavando os olhos com mijo.

O tratamento, não recomendável, consiste em o paciente lavar os olhos com a primeira mijada todo manhã, logo ao acordar com os olhos fechados pela secreção pro…
"Uns tomam éter, outros cocaína. /Eu já tomei tristeza, hoje tomo alegria."
Manuel Bandeira (1886-1968)
EU SONHADOR SE SER SONHADOR É OLHAR
POR ENTRE O AMARGO
E A TRISTEZA DO HOJE
E SEMEAR O AFAGO
E A GLÓRIA DO FUTURO.
SOU SONHADOR, JURO
DE PÉ JUNTO E CABEÇA ERGUIDA,
O SONHO É O ALIMENTO DA LÓGICA DA VIDA.Poema de Lira Dutra.

10 sugestões para tornar a vida muito mais feliz

A seguir 10 sugestões para tornar a vida muito mais leve e plena

1 - Conheça a si mesmo
Momentos de introspecção são fundamentais para avaliarmos se estamos no caminho certo. É impossível controlarmos a vida em nossa volta, mas é possível controlarmos nossa vida.

2 - Pratique o bem
Gestos de generosidade, fraternidade e preocupação com o próximo, com os animais ou com o meio ambiente têm o poder de fazer-nos sentir inspirados, felizes e de bem com a vida.

3 - Aproxime-se da natureza
Às vezes basta uma breve caminhada, para experimentar a calma, a lembrança de o quanto a vida pode ser simples e descomplicada.

4 -Livre-se do supérfluo
Quando nos cercamos de coisas inúteis, não desperdiçamos apenas espaço no ambiente, mas também dentro de nós. Livres das coisas velhas, damos chance para que o novo entre em nossa vida.

5 - Desacelere
É essencial separar o que é importante do que é urgente. Logo pela manhã, antes de mergulhar no turbilhão de obrigações, ponderar sobre as reais necessidades e priorid…

A realidade realmente existe?

Nem as cores existem na natureza nem nossa mente reflete fielmente os que nos rodeia. A realidade é proporcional ao número de seres humanos, posto que o que cada um percebe é filtrado e deformado pelos sentidos objetivos e a mente subjetiva.

O mundo visual que nos rodeia é uma ilusão? É verdade que as cores não existem na natureza? Nosso cérebro reflete fielmente a realidade exterior? As respostas a essas perguntas demonstram que a realidade é um conceito bastante subjetivo, já que muitas das coisas que observamos não existem ou, pelo menos, não são como as enxergamos. O coquetel de estímulos provenientes do interior e do exterior de nosso corpo e que captamos por meio dos cinco sentidos varia sutilmente de uma pessoa para outra...[Saiba +]
Fonte: http://br.noticias.yahoo.com/s/080502/48/gjn2li.html

Primeiro de Maio e Chico Theodoro

É 1º de maio e faltam 244 dias para acabar o ano de 2008, hoje, com músicas, protestos, passeatas, gritos, silencio ou sono, comemoramos o Dia do Trabalhador em todo o planeta. Hoje é, ou deveria ser, um dia para lembramos os milhares e milhares de homens e mulheres que deram o mais de precioso na luta pelos os direitos dos trabalhadores: a vida. Sim, é grande o rol de homens e mulheres que morreram para conquistar a dignidade do trabalho honesto e libertador.
Eu poderia iniciar citando alguns nomes de grandes personalidades planetárias, porém, não quero cometer injustiça ao negar referencia a Chico Theodoro filho de meu torrão.Francisco Theodoro Rodrigues, mais conhecido como Chico Theodoro, era de família camponesa e nascer na Granja, estudou no Rio de Janeiro e quando voltou participou ativamente das lutas em favor das causas operárias. Fundou o jornal O Operário, no município de Camocim, lançando o primeiro número em julho de 1927. Altamente politizado, intelectual e revolucionário…